jump to navigation

Com a palavra: CARL SAGAN!!!!!! 29/05/2008

Posted by Denise Alves in ciência, Meus, Tecnologia.
trackback

Mundo Assombrado por Demônios

Vivemos em uma época onde a ciência é supervalorizada, onde o comprovado cientificamente é expressão de ponto final nas rodas de discussões, mas até que ponto a ciência é ‘exata’ em suas descobertas? O quanto podemos confiar em seus resultados? Ter em vista alguns processos do método científico ajuda a diminuir o endeusamento desse processo de auto-conhecimento humano.

 Vale lembrar que não concordo com algumas coisas que Sagan diz principalmente no que se refere ao papel da religião e ao exagero na capacidade humana, mas….. que o cara é bom, isso é!  rsrsrs

– 

“Toda vez que um artigo científico apresenta alguns dados, eles vêm acompanhados por uma margem de erro – um lembrete silencioso, mas insistente, de que nenhum conhecimento é completo ou perfeito. É uma calibração de nosso grau de confiança naquilo que pensamos conhecer. Se as margens de erro são pequenas, a acuidade de nosso conhecimento empírico é elevada; se são grandes, então é também enorme a incerteza de nosso conhecimento. Exceto na matemática pura (e, na verdade, nem mesmo nesse caso), não há certezas no conhecimento.

Os seres humanos podem ansiar pela certeza absoluta; podem aspirar a alcançá-la; podem fingir, como fazem os partidários de certas religiões, que a atingiram. Mas a história da ciência – de longe o mais bem-sucedido conhecimento acessível aos humanos – ensina que o máximo que podemos esperar é um aperfeiçoamento sucessivo de nosso entendimento, um aprendizado por meio de nossos erros, uma abordagem assintótica do Universo, mas com a condição de que a certeza absoluta sempre nos escapará.

Estaremos sempre atolados no erro. O máximo que cada geração pode esperar é reduzir um pouco as margens dele e ampliar o corpo de dados a que elas se aplicam.” (Carl Sagan em O Mundo Assombrado por Demônios, p. 28, 1995)

–  

É bom ter isso em mente antes de acreditar na próxima pesquisa divulgada com tanto estradlhaço pela mídia!

Anúncios

Comentários»

1. Tadeu Ferreira Oliveira - 29/05/2008

Acho que aí está diferença de religião e ciência na ciência tem-se consciência de que não está 100% certo, na religião é obrigatório que se esteja 100% certo senão não faz muito sentido né? 😀


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: